domingo, 11 de agosto de 2013

Pastor José Apolônio da Silva – foi remanejado para Jerusalém celestial. Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem (Ap 14.13).



Por designação do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, o pastor José Apolônio, 90 anos, partiu para eternidade hoje, dia 10 de agosto de 2013, às 18h00. Ele estava internado há 3 dias no Hospital PAPI - em Natal - Rio Grande do Norte. Deixa viúva a irmã Maria Nazaré da Silva com quem era casado desde 04 de dezembro de 1947.
Nascido em Goianinha - RN, em 09 de fevereiro de 1923, converteu-se a fé evangélica com 20 anos de idade, mais precisamente no dia 13 de junho de 1943.

O pastor José Apolônio, em sua profícua vida, desenvolveu várias aptidões. Escreveu e nos legou várias obras de peso como: "As Epístolas Paulinas; Grandes Perguntas Pentecostais/CPAD". Como articulista em diversos jornais e revistas colocou na vanguarda o meio evangélico do nosso país enaltecendo a graça de Deus. Exímio ensinador, com sua característica pessoal, vinculava o auditório à sua fala, do começo ao fim das suas pregações. E como conselheiro experiente prestou preciosa assistência às famílias e a oficiais eclesiásticos; expresso aqui o meu reconhecimento por seus valiosos préstimos à minha pessoa.

Liderou as Assembleias de Deus em Assu - RN; Campina Grande - PB; Rio Comprido - RJ. Foi também adjunto do pastor Alfredo Reikdal na Assembleia de Deus - Ministério no Ipiranga, em São Paulo, e pastor auxiliar na AD em Natal - RN. Pastor José Apolônio era membro da Casa de Letras Emilio Conde, entidade que reúne os principais nomes da literatura pentecostal assembleiana no Brasil e, em 2003 foi escolhido seu patrono.

"E Jesus lhes disse: Vinde após mim, e eu farei que sejais pescadores de homens (Mc 1.17)". Atendendo o chamado do Mestre, Apolônio foi um excelente pescador! E não por ser o irmão mais velho, mas por nutrir o amor e a dedicação à obra de Deus, ganhou para Jesus, na época o seu jovem mano Antonio Gilberto, hoje pastor reconhecido e honrado nacional e internacionalmente. Ele é, como seu saudoso irmão, escritor de várias obras, entre elas o Manual da Escola Bíblica Dominical, também é o Editor da Bíblia de Estudo Pentecostal.
Aquele peixe que o pastor José Apolônio pescou é considerado atualmente, um patrimônio da maior igreja evangélica do Brasil em termos numéricos, a Assembleia de Deus (Fonte: IBGE - Censo 2010).

Antonio Gilberto recebeu a palavra da salvação através do seu irmão José Apolônio, e alcançou a bênção.
Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior (Hb 7.7).
Então, quem hoje passou para o Senhor foi o maior!
Finalizando, transmito à igreja, à família e aos amigos: "Que o Espírito Santo conforte cada coração!"

O Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor (Jó 1.21b).

Pastor Renato Moura 

Bibliografia:
www.cpadnews.com.br/interna-4-17173.html
pointrhema.blogspot.com.br/2013/08/pr-jose-apolonio-da-silva-nota-de html
prelielsoares.blogspot.com.br/2013/08/falece-o-pr-jose-apolonio.html

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Amado Prof. Jedais Alves.
      A paz do Senhor Jesus!
      Na verdade o saudoso Pr. Apolônio deixou lindas
      recordações para os membros da AD - Min. Ipiranga.
      Tenho certeza que seus ensinos edificantes marcaram
      muitas vidas em todos os lugares onde ele ministrou.

      Excluir

O seu comentário sobre essa matéria será bem recebido.